sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Lei da oferta e procura

Essa lei é muita antiga e não há nada que a faça mudar. Não importa a origem, nem a idade do produto, o que vale é quantidade ofertada e sua real procura. Assim é com tudo, objetos de arte, imóveis, jóias, etc. e até veículos. O meu amigo Dario Faria fez uma pesquisa interessante em anúncios de venda de veículos, na revista Clássicos, edição de abril de 2009, uma revista de autos antigos de Portugal.
"Fiz um comparativo de preços dos anúncios e notem o valor absurdo pedido pelo VW SP-2, embora é declarado ser o único modelo existente naquele país, tornando-o mais caro que um conservado fusquinha; um esportivo Porsche; um Mercedes; um BMW ou até mesmo um Ferrari. E aqui, por muitas vezes não damos a devida atenção do que está bem embaixo de nossos olhos... Dario Faria"
É a lei da oferta e procura, aqui no Brasil temos uma grande quantidade de Fuscas conservados, como consequência seu valor cai. Ao passo que não temos uma grande oferta de modelos esportivos europeus e seus preços vão as alturas, somados ao problema de importação, que encarece o veículo, com taxas e impostos. O SP2 na Europa é muito raro, tornando-se um produto de pouca oferta, não sobrando opções ao comprador. Por isso, muitos europeus estão levando embora do Brasil, muitos exemplares de diversos carros nacionais, porque mesmo importando, ainda assim, sai mais barato que comprar um na Europa. E o caminho inverso também esta em alta, com os esportivos e clássicos que aqui não temos.

4 comentários:

Goodtimes disse...

Pois é Felipe, esta é, talvez, a lei mais antiga que rege o comércio em qualquer parte do mundo, somado-se ao fato de que o SP2 do anúncio é o único de Portugal. Imagine que o atual proprietário valeu-se de mais este detalhe na hora de compor o preço final de venda.
Vou inserir um link no meu blog apontando para esta excelente postagem.
Luciano.

João Cesar disse...

Sem desmerecer o SP2, mas tá com cara de anúncio do Mercado Livre, dificilmente os carros anunciados naquele site são vendidos pelos preços anunciados. Quem é que vai comprar um 'esportivo' com menos de 100 cv, se pode comprar um Porsche ou Ferrari ? Eu não pensaria 2 vezes, ia de porsche/ferrari

Felipe Nicoliello disse...

João Cesar,
Seu pensamento traduz bem o pensamento da antiga lei. Claro que para nós brasileiros, que 95% das pessoas nunca entraram num esportivo como o Ferrari ou Porsche, dará mais valor a eles. Mas para quem está acostumado com estes carros, terá muito mais prazer em uma coisa diferente, única, sendo mais valorizado.
Você não lembra da febre alemã para aquisição do Trabant, aquela coisa lerda e fumacenta da Alemanha oriental? Somente por ser diferente, depois que lotou de Trabant a Alemanha ocidental, deixaram de lado.

Anônimo disse...

Bom dia, me chamo Fábio sou brasileiro e vivo em Portugal à 10 anos queria fazer uma correção relactivamente a este tópico...
O sp2 do anúncio não é o único em Portugal, eu conheço pelo menos mais 3 sp2, um restaurado e os outros por restaurar. Inclusive tive a oportunidade de comprar um dos que estão por restaurar, mais como já tinha comprado outro carro para restauro(um Dodge de 1947) passei o negócio a um amigo, que conta em renova-lo brevemente. Quanto ao valor, cada um é livre de pedir o que quiser pelos seus bens... mas é pouco provavel que um sp2 alcance esse valor, mesmo sendo raro na Europa. Estamos á falar em 135 mil reais com esse dinheiro vou ao Brasil compro pelo menos dois sp2 alugo um container trago para Portugal legalizo e ainda sobra dinheiro. Um grande abraço.