sexta-feira, 7 de maio de 2010

Risque-rabisque Dacon

A Dacon era um revendedor Porsche e VW do bairro paulistano do Jardim Europa. Em 1978 a Dacon distribuía aos seus clientes o Risque-rabisque personalizado com seus modelos exclusivos e calendário do ano. Na época ela pegava o VW Passat e transformava nos seguintes modelos:
  • 180 Break - Um Passat perua com todos os charmes de um esportivo.
  • 180 S - Um Passat com um grande vidro traseiro envolvente até as laterais, além de diversos equipamentos de conforto e esportividade. Um charme, principalmente nas cores exclusivas, como o branco perolizado, lançado naquele ano pela Dacon.
  • 180 Targa - Um Passat no estilo Targa com capota de tecido da coluna para trás. Também com todos equipamentos que colocava nos outros modelos.
Os 180 marcaram a Dacon como a principal transformadora de veículos em modelos exclusivos no Brasil.
A imagem foi cedida pelo meu amigo Syvio Fujioka, que nos relata suas lembranças:

"Os Passat Dacon eram os carros dos playboyzinhos mais 'endinheirados', mas lembro que havia uma mãe que ia buscar no Dante Alighieri seus filhos, com um Passat Dacon azul metálico, com o vidro de 180° na traseira, com interior em couro bege... Era a "sensação" da molecada... ( a mãe e o Passat...)"

6 comentários:

Goodtimes disse...

Incrível como estes 180 Break lembram as primeiras Parati. Será que a VW não deu uma copiadinha básica no projeto da Dacon?

Felipe Nicoliello disse...

Pode ser Luciano. Apesar que na Parati é a continuação das linhas do Voyage, com o teto se prolongando e uma tampa exclusiva. Já na Beak a continuação das linhas do Passat, tb prolongando o teto com uma tampa diferente da adotada na Parati. Agora a grande semelhança das duas é a coluna central, e as duas tem apenas duas portas. Nisso a engenharia VW deve ter dado uma sapiada.

Fernando Portilho disse...

Felipe,
Está faltando um 180 na descrição acima.
A traseira era semelhante ao Ford Delrey.
Há poucos meses, havia um destes em um ferro velho próximo a Juiz de Fora MG, a carroceria bastante íntegra, foi vendido por R$ 600,00 para o Rio de Janeiro, brevemente deveremos ve-lo em algum encontro.
Abraço, Fernando Portilho.

Felipe Nicoliello disse...

Fernando,
Aquele modelo foi uma série posterior, o 821, onde o Passat já tinha faróis duplos e quadrados, de 1981 ou 1982.

EGO's disse...

A Dacon ditava a moda dos equipamentos para os carros VW. Lembro dos sobre aros, frisos pintados em preto fosco, vidros verdes, interior em couro, teto solar, motores melhorados entre outros e os adesivos redondos que eram colcados no canto dos vidros laterais traseiros igual aos Porsche. Quem não podia comprar um Passat Dacon copiava o estilo equipando os VW com alguns destes detalhes. No embalo muitos fabricantes de acessórios lucravam com as sacadas da Dacon.Bons tempos aqueles!!

Bacalhau disse...

Urra, meu só ...A "Dacone"era a melhor de todas, tinha carro que ninguem via em lugar nenhum, a não ser lá na Augusta, eu era, moleque tinha 14 anos, e fui uma vez com uns " amigos de prédio de temporada, (moro em Santos, SP); e os camaradas de Sampa, desciam a serra e em um fim de semana fomos à casa de um deles,que tinha irmãos maiores,tinha uma Brasilia, 73 azul calcinha, rebaixada, Mangels, escape Kadrom, imagina que faziam racha na Augusta, orra meu , Tantas emoções, para um moleque caiçara de Santos ( em 1978 aquilo era o must de SP...!!!)