quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Adeus a minha placa personalizada

Por Dario Faria
O Mercosul aprovou na última quarta-feira (8) a padronização das placas de veículos dos países do bloco econômico. Em uma reunião realizada em Buenos Aires, os cinco países membros — Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela — votaram a favor das novas placas unificadas que serão obrigatórias a partir de 2016, inicialmente para veículos comerciais e a partir de 2018 para os carros de passeio.
O novo modelo de placa terá fundo branco e letras pretas, com uma faixa azul na parte superior, com a bandeira do Mercosul, nome e bandeira do país de origem do veículo. O tamanho será o mesmo das atuais placas brasileiras — 40 x 13 cm, e a matrícula usará, em sequência, duas letras, três números e mais duas letras. Com a nova disposição alfanumérica, será possível obter 450 milhões de combinações.

3 comentários:

Anônimo disse...

PUTO DA VIDA TAMBEM .. VOU PERDER TODAS AS PLACAS QUE CONSEGUI ATE HOJE... SACO !!!

EDI
FUSCA CLUB ABC

Anônimo disse...

Tudo bem, é um mal necessário, mas estou muito chateado.
Quem tem placa preta como fica? Muda alguma coisa. Estou tentando placa preta pra meus dois antigos.

José de Goes.

Jair Munhoz disse...

Infelizemente foi a vitória do Lula em 2002 que trouxe para o Brasil uma series de desgraça, uma delas é o Mercosul, o pessoal do PSDB(FHC,Serra e outros) eram contra o Mercosul eles tinham uma negociação com os americanos, o chamado NAFTA, EUA,Mexico,CANADA E qualquer outro pais latino americano que quiser entrar.Os comunistas do PT preferiram o mercosul, todos paises pobres, e está uma merda e mais essa ainda das placas.